Café e longevidade

cafe-e-longevidade

Já sabemos que o café beneficia a longevidade. Mas este poder é maior e mais efetivo se você tiver em uma determinada faixa etária, revela novo estudo.

Leia mais:

Café na academia – Mantenha seu compromisso na malhação com ele
Conheça a farinha de café – Surge um novo “superalimento”

O café nosso de cada dia pode ser chamado de elixir da vida longa.

Em um estudo britânico, vimos que quem bebe cerca de três xícaras de café por dia pode viver mais.

Agora, uma nova pesquisa revela que uma certa faixa etária se beneficia mais com este poder.

O trabalho foi feito pela Universidade de Navarra (Espanha).

Nele, foram acompanhados 20 mil voluntários ao longo de 10 anos.

Periodicamente respondiam questionários sobre seus hábitos alimentares.

Nestas ocasiões também foram aferidos marcadores vitais.

Como resultado, quem bebeu mais café (quatro ou mais xícaras por dia) foi 64% menos propenso a falecer durante o estudo.

Mas os benefícios são maiores entre adultos mais velhos.

Especialmente para adultos com pelo menos 45 anos quando o estudo começou.

Nesta faixa, cada duas xícaras por dia foram associadas a um risco de morte de 30% menor nos próximos 10 anos.

Nos menores de 45 anos, não houve efeito significativo.

Qual seria a explicação?

Além da cafeína, o café contém vários compostos bioativos com potenciais propriedades benéficas.

Incluindo compostos conhecidos por combater a inflamação, fator comum entre problemas de saúde relacionados à idade.

O estudo comprovou o fato.

Mas não conseguiu estabelecer relação causal entre o consumo de café e a longevidade.

No entanto, sugere que o hábito tem um efeito protetor maior entre adultos mais velhos.

O estudo foi apresentado no congresso anual da Sociedade Europeia de Cardiologia.

Tags: , , , ,