O crédito ilimitado da gordura

cartoes

É possível dizer se você tem sobrepeso só de ver o extrato. Estudo revela que pessoas econômicas têm corpo em forma, e que seu oposto ganha peso porque buscam constante gratificação. 

Leia mais:

Honestidade no cardápio – Como é feito o hambúrger do McDonald’s?
Fuja do fast food – O lanche rápido deixa fora de forma na mesma velocidade

A diferença na balança econômica afeta os números daquela que fica no banheiro.

É o que afirma estudo da Universidade de Newcastle (Reino Unido),

Aparentemente, os poupadores tendem a estar mais em forma que os gastadores.

Para chegar a esta conclusão, foram investigados os dados da saúde de 15.591 pessoas.

Foram comparados saldo bancário, renda e status do relacionamento.

E três medidas corporais: índice de gordura, circunferência abdominal e IMC.

Trata-se do Índice de Massa Corporal – clique aqui e calcule o seu.

Como resultado, os mais comedidos nas finanças tinham a barriga, em média, 30 mm menor.

A conclusão é que as pessoas com peso extra fazem pouca economia.

E cedem aos impulsos de gastar dinheiro para saciar um desejo constante de gratificação.

Elas também demonstram verdadeira aversão em planejar o futuro.

Assim, como escolhemos gastar o tempo é um fator determinante para a obesidade.

Aqueles que olham para o futuro tendem a manter-se na escola até a concluir a educação.

Já os mais impacientes não conseguem ver o ganho à frente, mesmo quando o benefício é para sua saúde.

Diante disso, a pesquisa recomenda lições sobre o valor de investir para o futuro.

Seja na poupança ou em adotar hábitos saudáveis.

O importante é não ceder aos impulsos de curto prazo.

O estudo foi publicado no periódico científico Social Science and Medicine.

Tags: , , , ,