Falar com plantas é sinal de inteligência

falar-com-plantas-e-sinal-de-inteligencia

Falar com as plantas, o gato ou o peixinho dourado é normal? Não apenas isso. A mania é, na verdade, um sinal de inteligência e criatividade, segundo estudo da Universidade de Chicago.

Leia mais:

A tradução dos sentimentos – Dicionário visual educa e emociona
O preço extra da gratidão – Educação demais pesa na balança

Se você pratica, orgulhe-se.

Se conhece alguém que o faça, aprenda a reconhecer.

É o que recomenda o professor de ciência comportamental, Nicholas Epsey.

Falar com as plantas e animais de estimação não é apenas normal.

Para o especialista da Universidade de Chicago (Estados Unidos), é sinal de inteligência e criatividade.

Aparentemente, o hábito mostra a nossa necessidade instintiva de companhia e desejo de construir o caráter.

A isso se chama cientificamente de antropomorfismo.

Antropomorfismo, resumindo, é dar forma humana (com o pensamento) a coisas, animais e plantas.

Dado que animais e plantas não são humanos, sentimos a necessidade lhes atribuir uma personalidade, para nos sentirmos ainda mais junto deles.

Falar com as coisas, dando nome a elas, é um bom indicador de autoconsciência e formação de identidade.

É claro que não estou sugerindo você acrescentar a informação no currículo.

Mas saber o que o hábito sinaliza só incentiva manter a prática.

Este texto foi inspirado em matéria publicada no site Quartzleia na íntegra aqui (em inglês).

Tags: , , ,