O decorador virou robô

Os apartamentos encolhem cada vez mais. Como organizar a vida em espaços tão diminutos? Conheça a solução criada do encontro entre a decoração e a robótica, que transforma e multiplica ambientes.

Leia » O decorador virou robô

Hidratação inteligente

Muitas coisas podem nos distrair e esquecemos de coisas básicas e necessárias. Como beber água, por exemplo. Agora, a tecnologia entra em cena para nos ajudar a hidratar.

Leia » Hidratação inteligente

Pagando com a fama

Todos querem satisfazer o ego com os likes das redes sociais. Mas também é possível saciar o apetite com eles. Restaurante dá desconto na conta para quem tem muitos seguidores.

Leia » Pagando com a fama

Cafezinho big brother

A diferença entre a cura e o veneno é o tamanho da dose. O que pode ser constatado quanto à cafeína. Para saber quanto da substância se está consumindo, caneca inteligente informa isso para você.

Leia » Cafezinho big brother

Filtros imaginários

Eternamente preocupada com o tamanho do seu nariz? A culpa pode ser das selfies. Veja como a autofoto distorce a imagem retratada. E pode levar a baixa autoestima.

Leia » Filtros imaginários

Refúgio high-tech

Aí está uma grande ironia. Prometendo nos livrar das distrações do mundo moderno, a Panasonic está lançando um gadget para ajudar a manter o foco.

Leia » Refúgio high-tech

Lições no reflexo

Não aceita ordens? Agora você pode ter sua própria imagem como personal trainer. Conheça o espelho interativo que funciona como academia digital.

Leia » Lições no reflexo

Postura é tudo

Postura é tudo

Estamos sempre plugados, mas nem sempre com a postura ideal. Com dores nas costas, ombros e pescoço, é aí que a conectividade cobra seu preço. Confira como corrigir a forma diante dos gadgets.

Leia » Postura é tudo

Colheita robótica

Errar é humano. Que tal evitar este risco quando se trata de alimentação? Em iniciativa que reúne agricultura e alta tecnologia, Iron Ox apresenta fazenda 100% operada por robôs.

Leia » Colheita robótica

O preço do exagero

Estudo revela a condição de ser “viciado em si mesmo”, alimentada pelas redes sociais e que pode levar a sintomas de abstinência semelhantes aos sentidos por viciados em drogas.

Leia » O preço do exagero