Novos limites para o risco

novos-limites-para-o-risco

Sabe a regra dos cinco segundos? Estudos já questionaram o limite de tempo em que podemos pegar algo que caiu no chão e comer. Agora, cientistas britânicos ampliaram esta faixa. Em quem acreditar?

Leia mais:

Matando a chance de emagrecer – A evolução está reduzindo nosso microbioma
Iogurte vale por uma dieta - De dentro para fora, mantenha longe o peso extra

Recentemente, vimos um estudo que desbancou a famosa regra dos cinco segundos.

Ecoando o bom senso, cientistas ingleses declararam que alimentos que caem no chão são contaminados instantaneamente.

Mas, será?

Para quem duvida, outra pesquisa oferece uma “janela” de oportunidade um pouco maior.

Segundo a Universidade de Aston (Inglaterra), é possível comer com segurança alimentos que caíram no chão em até 30 minutos.

Como explica um dos autores, a regra depende inteiramente da natureza da superfície e o tipo de comida.

“Obviamente, os alimentos cobertos com sujeira visível não devem ser comidos”.

A declaração é do professor Anthony Hilton.

“Entretanto, se não estiver sujo, é improvável que o alimento tenha sido contaminado em alguns segundos passados em um piso indoor”.

Os pesquisadores afirmam que o tempo gasto no chão não influencia na transferência bacteriana para alimentos secos.

Eles testaram a teoria usando diferentes alimentos em superfícies de chão indoor contendo 10 milhões de bactérias, incluindo carpete, linóleo e azulejos.

Como resultado, alimentos secos podem ser comidos do chão depois de passar 30 minutos (sim, minutos!) em um piso laminado ou com azulejos.

Alimentos secos?

Pense em biscoitos, chocolate, batatas chips e até mesmo sanduíches.

Mas, quando se trata de alimentos úmidos como massas, batatas fritas, rosquinhas ou torradas que caem com o lado da manteiga para baixo, ainda vale a pena manter a regra de cinco segundos.

Ou até ser mais rigoroso.

Afinal, como dizem, o que não mata, engorda.

Como nenhuma das alternativas atrai, devemos evitar o risco.