A fragilidade do peso extra

a-fragilidade-do-peso

E você achando que pessoas gordas se protegem pela camada de gordura ao redor do corpo. Estudo revela que obesos têm menos tolerância à dor e são mais sensíveis à pressão sobre seus corpos.

Leia mais:

Índice de Massa Corporal – Calcule agora seu peso ideal
Sono fora de hora? – A causa pode ser o excesso de peso

Estar acima do peso traz inúmeros transtornos.

E maior sensibilidade à dor, segundo novo estudo da Leeds Beckett University (Inglaterra).

Para chegar a esta conclusão, foi realizado um teste com 74 voluntários.

Eles foram classificados como sendo obesos, com sobrepeso ou peso normal, de acordo com o Índice de Massa Corporal – calcule o seu aqui.

Foram aplicados calor, frio e pressão sobre duas partes de seus corpos.

Uma foi a base do polegar, uma área com pouca gordura corporal.

A outra foi a cintura, local onde a gordura se acumula e que chamamos de “pneu”.

Em seguida, os voluntários tiveram que dizer se sentiram dor.

Como resultado, os voluntários no grupo dos obesos relataram sensação de dor a partir de pressões equivalentes a cerca de 4,3 kg por centímetro quadrado.

Enquanto aqueles no grupo com IMC normal relataram dor em cerca de 8,6 kg/cm2.

Já o grupo com sobrepeso relatou limiar de dor ligeiramente superior ao grupo “normal”, com a dor relatada em 10 kg/cm2.

Em relação a resposta a temperaturas quentes e frias, não houve diferença significativa em nenhum dos grupos.

Isso sugere que uma camada extra de gordura não protege contra temperaturas extremas.

“Obesos são mais propensos a sentir dor de fatores como o impacto mecânico sobre articulações que pessoas com IMC normal”.

A explicação é de um dos autores, Dr. Osama Tashani.

“Mas o estudo sugere que, mesmo em áreas do corpo onde o peso não interfere, pessoas obesas são mais suscetíveis à dor de pressão”.

O resultado sugere uma possível relação causal.

As pessoas obesas são susceptíveis a ter o limiar de dor de pressão mais baixo.

E aqueles com menor limiar de dor são mais propensos a tornar-se obesos.

Diante dos fatos, a teoria é que uma pessoa mais sensível à dor faz menos atividades físicas.

Sendo assim, portanto, mais propensa a ganhar peso e tornar-se obesa.

A equipe planeja realizar mais pesquisas sobre os fatores que tornam as pessoas mais suscetíveis à dor.

Isto inclui examinar adipocinas secretadas pelos tecidos gordurosos, que poderiam afetar a resposta dos receptores da dor.

Os resultados apontam para que programas de perda de peso façam parte do tratamento de pessoas obesas que sofrem de dor crônica.

O estudo foi publicado no periódico científico European Journal of Pain.