Novo ritmo da boa forma

novo-ritmo-da-boa-forma

A nova lição da malhação é pegar leve. Estudo americano revela que andar por apenas 20 minutos por dia (150 minutos por semana) pode ajudar a viver mais.

Leia mais:

Boa forma sem sair do sofá – Para sair do sedentarismo não precisa ir longe
Conheça o “burpee” – Aprenda a fazer o exercício perfeito

Os filmes perpetuaram a imagem do esforço que leva a um corpo escultural.

Afinal, cenas de treino rendem melhor quando a luz reflete no suor.

E rostos contorcidos podem ser interpretados até por atores sem talento.

Mas não precisa ser assim.

É o que afirma um estudo feito pela American Cancer Society.

Simplesmente andar mais pode ter um impacto real na vida útil.

E é preciso pouco.

As pessoas que caminharam 150 minutos por semana ou mais tiveram risco 20% menor de morte prematura.

Também estavam melhor protegidos contra problemas respiratórios e cardiovasculares.

Difícil fazer as contas?

Isso é pouco mais de 21 minutos por dia, incluindo final de semana.

Esta é a conclusão do acompanhamento de 140 mil pessoas ao longo de 13 anos.

Os participantes eram na maior parte da terceira idade, com média de 70 anos.

Mesmo para quem não cumpre esta meta, andar mesmo um pouco ainda foi melhor que não fazer nenhum movimento.

Até aí, sem novidades.

A surpresa veio pelo fato de que o esforço não precisa ser tão intenso quanto se pensa.

Caminhar revelou o mesmo benefício que o adquirido por quem encarou outros tipos de exercícios pelo mesmo período.

O trabalho é uma boa notícia para quem pensa que andar não conta como exercício.

É como avalia a pesquisa uma das autoras, Dra. Alpa Patel.

“Espero que encoraje as pessoas, especialmente os adultos mais velhos”.

O estudo foi publicado no periódico American Journal of Preventive Medicine.

Para participar da solução, os arquitetos têm favorecido as escadas em seus projetos.

Para ler mais a respeito – clique aqui.

Tags: , , , , , ,