A incômoda posição do sedentarismo

A incômoda posição do sedentarismo

Sentar é o novo tabagismo. É assim que especialistas em saúde estão referindo-se ao perigo do sedentarismo. Vídeo mostra de maneira didática porque devemos levantar e tomar uma providência.

Leia mais:

Levanta-te e anda – O sedentarismo não está com nada
20 minutos para mudar a sua vida – Veja o LIT (Lucilia Intensive Training)

Com a pandemia veio o isolamento social.

Com ele, o home office e as aulas online – além do lazer conectado.

Tudo isso elevou as taxas globais de sedentarismo e suas consequências à saúde.

Com 360 juntas e 700 músculos esqueletais, o corpo humano foi construído para o movimento, do qual o sangue depende para a circulação apropriada.

Mas a vida moderna nos obriga a ficar imóveis por mais tempo do que estamos programados.

Já vimos evidências de que pessoas que passam longos períodos sentadas possuem telômeros mais curtos.

Telômeros correspondem a uma capa na ponta dos cromossomos, que protegem o DNA de desgastarem-se e romper.

Isso sigifica que, quem passa muito tempo inativo, faz o corpo envelhecer mais rápido e, consequentemente, vive menos.

Mas falar não basta.

Por isso, o especialista Murat Dalkilinç elaborou um vídeo em animação no qual explica os males provocados pelas inúmeras horas em que passamos sentadas.

O trabalho integra a série TED-Ed,  plataforma gratuita de videoaulas lançada pelo TED – organização sem fins lucrativos com a missão de disseminar boas ideias.

Assista ao vídeo a seguir – selecione as legendas em português.

Tags: , , , , , ,