Um brinde ao seu esforço

cerveja

Melhor que a linha de chegada. Estudo revela qual é o melhor combo para recuperar o corpo após uma maratona. Melhor até que água ou isotônicos. E você não vai acreditar.

Leia mais:

Minha primeira corrida de rua – Guia fácil para você estrear com brilho
20 minutos para mudar a sua vida – Veja o LIT (Lucilia Intensive Training)

O esforço é brutal e a linha de chegada, por si só, é um prêmio.

Após percorrer 42,195 Km, é preciso hidratar o corpo da maneira mais eficiente possível.

Isotônico ou água?

Nada disso.

Dois “pints” e amendoins salgados são a melhor maneira de recuperar o corpo depois de uma maratona.

É o que afirma um controverso estudo da Universidade de St. Andrews (Escócia).

No Reino Unido, um “pint” é um copo que comporta 0,665 litros.

Aparentemente, o combo repõe fluidos e minerais perdidos no suor durante o esforço.

A pesquisa foi apresentada no Simpósio Europeu de Cerveja e Saúde, em Bruxelas.

O corpo pode perder até três litros de fluido por hora durante longas corridas.

E sais vitais, como sódio e potássio, são perdidos através do suor excessivo.

Por este motivo, os corredores devem beber bastante líquidos durante a prova.

O objetivo é evitar os efeitos da desidratação severa.

De acordo com um dos autores, Dr. Ronald Maughan, somente a água não consegue restaurar os níveis de minerais perdidos.

Ainda que as bebidas esportivas contenham sódio e potássio, seriam necessários dois litros delas após uma corrida.

Mas amendoins são ricos em potássio.

E o sal adicionado ao snack cobre os níveis de sódio do corpo.

Já um litro de cerveja contém vitaminas B e cromo.

Bem como pequenas quantidades de carboidratos que podem ajudar a restaurar a energia.

Será?

A divulgação da notícia vale pela curiosidade.

E pelo fato de reforçar a noção de que a reposição de minerais é necessária após grandes esforços.

De qualquer forma, antes de adotar a estratégia, sugiro que consulte seu médico.

Afinal, bebidas alcoólicas devem ser consumidas com moderação e responsabilidade.

Este texto foi inspirado pela matéria do diário britânico The Sunleia na íntegra aqui (em inglês).

Tags: , , , , ,