Precisamos falar do abacate

Ele está na moda. Mas não é por isso que está liberado. Nutricionistas debatem se, afinal, deveríamos estar comendo tanto abacate.

Leia mais:

A moda do abacate – Nova York vê ingrediente dominar menus
Conheça o abacate light – Produtores tiram 30% da gordura de nova espécie

Sim, sei que a fruta é poderosa.

O abacate é pleno de fibras, potássio e vitamina C.

E gordura insaturada “saudável”, que ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim.

Essa mesma gordura ajuda a absorver melhor nutrientes de outros alimentos.

Especialmente as vitaminas A, D, E e K.

Mas eu vejo esta laureada qualidade como um enorme problema.

Os nutricionistas concordam comigo.

“O abacate é uma gordura melhor que, digamos, gordura animal; mas com moderação”.

A opinião é do Dr. Andrew Freeman, cardiologista no hospital National Jewish Health (Estados Unidos).

O profissional foi consultado pelo jornal Daily Mail.

“Entretanto, para pessoas com graves males cardiovasculares, há evidências de que não deveriam consumir absolutamente nenhum abacate”.

Do ponto de vista nutricional, o alto teor calórico pesa.

Um abacate tem cerca de 322 calorias, 29 gramas de gordura e 13 gramas de fibra.

Digamos que uma mulher pequena esteja tentando perder peso, em uma dieta de apenas 1.200 calorias por dia.

Nesta situação, um abacate representa um quarto da meta.

“Mesmo para alguém em uma dieta de 2.000 Kcal/dia, 300 calorias somam muito”.

A consideração é da Dra. Tammy Lakatos-Shames.

Para ela, é possível garantir os mesmos benefícios com apenas uma fração da fruta.

Tudo pode ser resolvido no tamanho da porção.

A Dra. Lakatos-Shames recomenda um quinto de um abacate por vez.

“Não parece muito, mas você ainda está recebendo os nutrientes”.

“E o aumento de nutrientes que ele permite absorver de outros ingredientes”.

Essa quantidade ainda tem 50 Kcal, 6 g de gordura e 3 g de fibra.

Pensar em moderação antes dos likes pode equilibrar suas escolhas.

Tags: , ,