Inovação contra o desperdício

A inovação nos produtos alimentícios pensa no desperdício. Novo revestimento de alimentos comestíveis feito de sementes e polpa vai impedir que as frutas amadureçam e se encolham precocemente.

Leia mais:

Dica fácil – Descasque batatas sem esforço
Chips de batatas e abobrinha – Veja a receita desse meu clássico fit

As frutas e os vegetais vão permanecer frescos por até três vezes mais tempo.

Isso se deve a Apeel.

Trata-se de um novo revestimento natural e comestível.

Uma nova camada colocada sobre o alimento, considerada um avanço contra o desperdício de alimentos.

A inovação é feita a partir de materiais derivados de sementes e polpa de fruta.

Sua aplicação forma uma barreira natural ao oxigênio.

O selamento controla a perda de umidade.

E assim impede a proliferação de micro-organismos para prolongar a vida útil das frutas e legumes.

Em testes, bananas não tratadas ficam pretas após dez dias, mas as que são tratadas com Apeel permanecem amarelas.

O tratamento beneficia abacates, tomates, maçãs, mangas, aspargos, alcachofras.

E limões – que ainda estavam frescos após 54 dias.

O recurso também significa que os produtos podem ser vendidos sem plástico.

O que poderia remover milhões de toneladas de lixo não reciclável.

A Comissão Europeia já deu aprovação de segurança para o uso.

Também foi aprovado no Japão, China, México, Chile, Peru e Colômbia.

O sistema da Apeel foi parcialmente financiado pela Bill & Melinda Gates Foundation.

Bananas com e sem Apeel: vida útil maior

Veja a seguir como o sistema funciona.

Tags: , , , ,