Decifrando mentiras

decifrando

Olhando no olho é possível identificar a sinceridade das pessoas. Mas, e quando mandam texto? Estudo da Universidade de Cornell revela como decifrar mentiras em mensagens eletrônicas.

Leia mais:

Lado fake – Algorítimo revela com 70% de precisão suas mentiras online
A face da traição – Formato do rosto pode predizer infidelidade

Impressiona como nos mentem a todo momento.

Ainda assim, na maioria das vezes é difícil detectar inverdades, mesmo as ditas pessoalmente.

Em um texto, sem as pistas visuais, isso é praticamente impossível.

Ou era.

Um novo estudo descobriu padrões em mensagens de texto que indicam se a pessoa está faltando com a verdade.

Ao menos, as mulheres.

A pesquisa foi feita pela Universidade de Cornell (Estados Unidos).

Nela, foi feita uma análise em 1.703 diálogos trocados em texto.

Aparentemente, as mulheres tendem a usar mais palavras.

As mentirosas também fazem maior frequência a si mesmos, como “eu fiz”, “eu disse”.

Mentirosos do sexo masculino, por outro lado, dissimulam melhor ao não deixar pistas linguísticas.

Afinal, eles escrevem menos mesmo.

Em média, mensagens mentirosas têm oito palavras.

As verdadeiras têm sete.

E o resultado difere entre os gêneros.

As mulheres usam, em média, oito palavras em mensagens de texto – e até nove quando estão mentindo.

Já os homens usam, em média, sete palavras nos dois casos.

Mas uma característica une falsos dos dois sexos.

Mentirosos em geral empregam mais frases não compromissadas.

Entre textos escritos por homens é mais comum aparecer “com certeza”.

Enquanto as mulheres usam mais a palavra “tentar”.

Ou seja, quando vier um “textão”, desconfie.

E use as outras pistas para desvendar o real sentido das mensagens que recebe.

Tags: , , , ,