Academia em uma pílula

pilula-do-exercicio

A pílula do exercício realmente existe? Elemento químico desenvolvido pelo Instituto de Estudos Biológicos Salk aumenta a queima de gordura e a resistência muscular em 70%. Será?

Leia mais:

Receita para um dia melhor – Tudo começa com uma boa noite de sono
A hora extra da balança – Lutar contra o sono é convite para acumular peso

Imagine conquistar um corpo escultural sem fazer esforço.

Graças a um novo estudo, a ficção pode se tornar realidade.

Cientistas do Instituto de Estudos Biológicos Salk (Estados Unidos) descobriram uma substância química que imita os efeitos benéficos do exercício.

Incluindo o aumento da queima de gordura e o ganho de resistência física.

Isso acontece quando o composto químico GW1516 (GW) ativa o gene PPAR delta (PPARD).

Em testes, os animais receberam uma dose de GW durante um período de 8 semanas.

Os animais no grupo de controle, sem o medicamento, conseguiam correr cerca de 160 minutos antes da exaustão.

Já aqueles que tomaram a droga correram por cerca de 270 minutos – cerca de 70% a mais.

“Os exercícios ativam o PPARD, mas mostramos que se pode fazer a mesma coisa sem treinamento mecânico”.

A declaração é de um dos autores, Dr. Weiwei Fan.

“Isso significa que se pode melhorar a resistência de alguém ao nível equivalente de alguém em treinamento sem todo o esforço físico”.

Por enquanto, os experimentos foram feitos apenas em cobaias.

A descoberta traz uma nova esperança para os idosos, obesos ou pessoas com alguma outra forma de limitação da mobilidade.

O estudo foi publicado no periódico científico Cell Metabolism.

Tags: , , , , ,