Filtros imaginários

Eternamente preocupada com o tamanho do seu nariz? A culpa pode ser das selfies. Veja como a autofoto distorce a imagem retratada. E pode levar a baixa autoestima.

Leia mais:

Selfies em outro nível – Fotografe como um profissional com o celular
Volta ao mundo via Instagram – Um filme com imagens que poderiam ser as suas

Muitas coisas já nos derrubam.

Daí, recorremos às selfies atrás de aguma aprovação alheia que anime o dia.

Mas o recurso pode surtir efeito contrário.

O alerta vem de um estudo da Universidade de Stanford e Rutgers New Jersey Medical School (Estados Unidos).

Aparentemente, fotos tiradas com a câmera muito próxima ao rosto fazem o nariz parecer mais largo do que realmente é.

O efeito é devastador.

E pode causar problemas de autoestima e distorção na autoimagem.

A 30 centímetros, a distorção da largura do nariz chega a 30%.

Isso leva a nos vermos de uma forma diferente do que somos.

Um dos efeitos é o aumento de cirurgias plásticas desnecessárias.

Uma pesquisa apontou que 42% dos cirurgiões tiveram pacientes que buscaram intervenções para melhorar suas selfies.

O dado é da Academia Americana de Cirurgiões Plásticos e de Reconstrução Facial.

Sem perceber, isso nos aprisiona em um círculo vicioso.

Usamos as selfies para nos levantar o astral, o efeito não é o esperado e assim fazemos mais selfies.

O problema já foi classificado como um genuíno transtorno mental, a “selfite”.

Para saber se você tem a condição – clique aqui.

Tags: , , , , ,