Vizinhança que inspira

vinzinhaca-que-inspira

Padaria, hospital, escola? Se o objetivo for entrar em forma, seu conceito de vizinhança perfeita precisa mudar. Novo estudo mostra que distância entre você e a academia influencia sua decisão de ir malhar – ou não.

Leia mais:

20 minutos para mudar a sua vida – Veja o LIT (Lucilia Intensive Training)
Pouco exercício já é o bastante – Nenhuma desculpa cola mais

A distância da sua casa até a academia influencia diretamente na sua decisão de ir malhar ou não.

É o que afirma uma pesquisa feita pela Dstillery, uma consultoria de marketing mobile.

Nela, foram analisados dados de geolocalização de 7,5 milhões de dispositivos móveis.

Cada celular funcionou como um sensor, para aferir o número médio diário de visitantes únicos em academias.

No estudo foram focadas as academias com mais alunos em Nova York (Estados Unidos).

O resultado?

Quem teve que se deslocar por até 6,5 km foi à academia cinco vezes ou mais em um mês.

Já quem teve que andar além desta distância foi apenas uma vez no mesmo período, em média.

Entre outras descobertas, as pessoas estavam mais dispostas a deslocar-se um pouco mais no sábado (6,9 km).

E menos na segunda-feira e na terça-feira (5,9 km).

A segunda é temida inclusive pelos mais assíduos (52%).

A quinta-feira foi eleita como o dia o mais popular para bater o ponto, seguido pela sexta-feira.

Como curiosidade, as pessoas se dispõem a ir mais longe quando a academia é mais cara.

Neste quesito, além da culpa pela preguiça certamente pesou o prejuízo financeiro.

Ou seja, se a academia for perto, não pense duas vezes em matricular-se.

Em última análise, o investimento (que desconta despesas com transporte) é em você mesma.

Tags: , , , , ,