Valores sob o radar

valores-sob-o-radar

Você tira a parte branca de laranjas e limões? Não deveria. Segundo estudo da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp, deixamos passar sob o radar o conteúdo nutricional do bagaço, mais rico que o suco dos cítricos.

Leia mais:

Rotina exemplar – Veja o cotidiano das pessoas bem-sucedidas
O futuro está na mesa – Comer em família ajuda a emagrecer

O bagaço representa 50% das frutas cítricas.

Comparados à polpa, é compreensível seu fraco apelo gustativo.

Entretanto, a balança desequilibra quando são comparados os valores nutricionais.

Segundo um novo estudo, os chamados resíduos secos contêm quantidades absurdas de minerais.

100 gramas de bagaço correspondem a, respectivamente, 68%, 35% e 83% da ingestão diária recomendada de cálcio, ferro e magnésio.

A pesquisa foi feita pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em São Paulo.

Foram investigados, em especial, a laranja pera, laranja hamlin, limão taiti e limão siciliano.

Hoje descartados ou utilizados para ração animal, ainda não empregamos o bagaço das frutas na alimentação humana.

E isso ocorre num país responsável por 30% da produção mundial de laranjas e limões.

Este poder poderia ser utilizados para enriquecer alimentos processados, como bolos, sorvetes e barras de cereais.

O que seria um recurso importante, quando se sabe que a carência cálcio, ferro e magnésio é ainda considerada problema de saúde pública.

Hoje, estes minerais são adicionados pelas indústria na forma de sais inorgânicos.

Agora, resta esperar que esta importante pesquisa brasileira seja utilizada para melhorar nossa alimentação.

Tags: , , , ,