O valor da consistência

A constância nos novos hábitos é a chave da mudança duradoura. Leia meu artigo publicado na revista Veja.

Leia » O valor da consistência

O abuso original

Vítimas de abusos desenvolvem mais facilmente a dependência de alimentos açucarados. Leia meu artigo publicado na revista Veja.

Leia » O abuso original

Compras sem aglomerações

O aumento de casos de Covid-19 traz de volta a preocupação com coisas que sempre foram cotidianas e banais. Veja a hora mais segura de fazer compras essenciais, de acordo com o Google Maps.

Leia » Compras sem aglomerações

Na ponta da língua

Por que sofremos lapsos de memória – e como evitá-los. Leia meu artigo publicado na revista Veja.

Leia » Na ponta da língua

Quem petisca, só arrisca

Por que o consumo de guloseimas aumentou na pandemia? Leia meu artigo publicado na revista Veja.

Leia » Quem petisca, só arrisca

Em busca do consenso possível

A pandemia está nos dando muitas lições, entre as quais a importância da cooperação e da corresponsabilidade. Leia a coluna de Luiz Carlos Trabuco Cappi publicada no Estadão.

Leia » Em busca do consenso possível

A distopia do novo anormal

Uma pergunta nos é feita nesta época de pandemia: como será a vida em sociedade, a economia, o trabalho, o lazer e as manifestações de cordialidade e de afeto, além de inúmeros outros aspectos de nossa rotina, quando a crise acabar? Leia a coluna de Luiz Carlos Trabuco Cappi publicada no Estadão.

Leia » A distopia do novo anormal

Coronavírus ataca a autoestima

A ansiedade e o estresse diretamente ligados à Covid-19 podem estar causando uma série de problemas de imagem corporal entre mulheres e homens.

Leia » Coronavírus ataca a autoestima

Risco à mesa

Ninguém mais aguenta comer a própria comida, ou o que pode ser entregue em casa. Por isso, restaurantes e clientes celebram o retorno das atividades. Mas é preciso cautela, já que ali (ainda) há risco.

Leia » Risco à mesa

Mais telas e menos saúde

O isolamento levou ao sucesso do home office e do ensino à distância. Sem falar em mais filmes na televisão. Só que todo este tempo de tela pode resultar em padrões alimentares menos saudáveis.

Leia » Mais telas e menos saúde