Sinal forte, notas baixas

Sinal forte, notas baixas

Aquela sua amiga que vive no Whats parece estar se divertindo muito. E pode ser só isso mesmo, aparência. Estar conectados o tempo todo não significa que estamos mais felizes. Tem gente bombando na escola. E não estamos falando de popularidade.

Pesquisa da Kent State University (Estados Unidos) mostra que, quanto mais tempo os estudantes gastam em seus smartphones, mais ansiosos se mostram. E sua performance acadêmica acaba pagando por isso. Foram acompanhados 500 alunos, que relataram suas experiências com o uso de aparelhos online e seu estado de espírito, respondendo sobre os níveis pessoais de satisfação e ansiedade. Ao final do ano, foram analisados seus históricos escolares. O resultado encontrado foram notas mais baixas entre os que mais ficaram conectados.

O estudo, publicado na revista Computers in Human Behavior, mostra que o uso exagerado dos smartphones é uma faca de dois gumes, já que este hábito melhora nossas habilidades sociais e também reduz nossa sensação de solidão. O fato é que ficamos ansiosos exatamente em ter o que falar com as pessoas, a quem tentamos incessantemente impressionar.

A mensagem é de que tudo pode ser resolvido com equilíbrio. Afinal, não faz sentido deixar a comida esfriando, enquanto fotografamos e compartilhamos a foto do prato. O segredo é impor limites. E respeitar os horários em que precisamos nos concentrar. Depois, é só fotografar a festa de formatura. Com certeza, essa nós vamos curtir.

Tags: , , , , ,