Quebrando tudo

quebrando-tudo

Imagine liberar a fúria que sente em alguns momentos quebrando tudo ao seu redor. E sem ter que limpar depois. Instalação artística na Dinamarca apresenta ambiente para visitantes destruírem. Garanta seu lugar na fila.

Leia mais:

Paradoxo da obesidade – Quem come bem faz compensações perigosas
A hora extra da balança – Lutar contra o sono é convite para acumular peso

A vontade é grande, mas nos seguramos.

Nem sempre.

Nas poucas vezes que quebramos algo no auge da ira, a atitude parece satisfatória.

Imagine pode quebrar um ambiente inteiro e ainda receber aplausos por isso.

Esta é a proposta de “The Garden”, instalação do artista Doug Aitken.

Trata-se de um cubo de vidro à prova de balas.

Dentro, um ambiente contemporaneamente mobiliado aguarda os visitantes.

A cada vez, apenas um é admitido.

Antes de adentrar no espaço, você recebe um taco de baseball.

O resto vai pelo entusiamo e improvisação.

A performance é transmitida via streaming por seis câmeras.

A instalação faz parte da primeira edição da Trienal ARoS, organizada pelo museu da Dinamarca.

O evento marca o calendário da cidade de Aarhus, declarada Capital Europeia da Cultura em 2017.

A ideia é mostrar como mesmo a destruição é uma expressão pessoal e única.

E isso representa a dissolução da natureza e mecanização da sociedade.

Parece ser, na verdade, muito divertido.

Se você tem muito a contribuir, programe a viagem.

A mostra estará aberta a visitação até 30 de julho.

quebrando-tudo2

O ambiente é montado em um cubo de vidro à prova de balas

quebrando-tudo1

A admissão é de apenas uma pessoa por vez, com um taco nas mãos

quebrando-tudo3

Seis câmeras transmitem a performance individual

Tags: , , ,