Pratique a hidratação sólida

pratique-a-hidratacao-solida-

Especialistas recomendam que deveríamos “comer” nossa água, presente em frutas e vegetais, para mantê-la no organismo. Isso porque, quando bebemos, o líquido simplesmente passa pelo nosso corpo. Será?

Leia mais:

Top 5 Sucos Detox – Veja as receitas mais curtidas do site
Hidrate-se com muito sabor – Suco detox de uva com água de coco

Sempre nos dizem que não bebemos bastante água.

Mas, convenhamos, é difícil manter a meta.

Isso porque a quantidade recomendada é de dois litros, ou oito copos grandes, por dia.

Só para relembrar alguns de seus benefícios, água é vital para regular a temperatura do corpo, lubrificar mucosas e articulações.

E também transportar nutrientes e eliminar as toxinas.

Os especialistas de beleza ressaltam o bem que faz à pele.

A água mantém a epiderme firme e brilhante, motivo pelo qual não podem descuidar de beber água as mulheres na meia-idade.

Isso porque, enquanto somos compostos de 75% a 80% de água no momento do nascimento, as células secam gradualmente com a idade.

No momento em que uma pessoa chega aos 50 anos, tem cerca de 50% de água nas células.

Mas, diferentemente da recomendação popular, beber mais água não vai resolver ou retardar o problema.

Para ser saudável, a hidratação significa manter a água no organismo, e não focar na água que passa direto por ele.

Este é o argumento do livro The Water Secret (“O segredo da água”).

A obra foi lançada nos Estados Unidos pelo Dr. Howard Murad, professor de medicina na Universidade da Califórnia em Los Angeles (Estados Unidos).

“Não há nada errado com a água potável”, diz ele.

“Mas, se não melhorarmos a capacidade de levá-la e retê-la nas células, ela vai direto pelo ralo, sem fazer-nos nenhum bem”.

O autor adverte que os olhos, tornozelos e um estômago inchados são sinais de um corpo que não está gerenciando a água de forma eficiente.

“Desta forma, ela flutua entre as nossas células, nos envelhecendo e nos deixando mais gordos e lentos”.

No entanto, com a água que você “come” é diferente.

Isso ocorre porque a água nos alimentos é cercada por outras moléculas.

São elas que ajudam esta “água sólida” a penetrar em nossas células com mais facilidade.

E que garantem que permaneça no nosso sistema por tempo suficiente para ser colocada em bom uso.

“Quando comemos alimentos ricos em água, absorvemos a substância mais lentamente, porque ela está presa na estrutura destes alimentos,” diz o Dr. Murad.

Essa absorção lenta traz uma infinidade de benefícios adicionais.

Ainda, os açúcares, proteínas, sais minerais e vitaminas naturais de frutas e vegetais ricos em água também suplementam os nutrientes perdidos através do exercício.

O Dr. Murad chama esse tipo de hidratação de “água estruturada”.

Sob este ponto de vista, um pepino inteiro (que pesa 100 gramas e contém 96% de água) pode entregar apenas 100 ml de líquido.

No entanto, por “comer” a água em forma de pepino, você obterá 100 ml de líquido que seu corpo pode realmente usar.

E vai estar estocando fibra e nutrientes ao mesmo tempo.

Como bônus adicional, se esta água vier de variadas fontes vegetais, você estará cumprindo e até passando a meta diária de consumo de frutas e legumes.

Saciada com este aporte de fibras e água, você vai comer menos e, com isso, poderá perder peso.

Mas, atenção: a ”água estruturada” só será aproveitada se os alimentos forem consumidos crus.

Isso porque o processo de cozimento quebra as membranas celulares das plantas e permite que a água em seu interior saia, junto com os nutrientes.

Tags: , , , , ,