Paladar apaziguado

paladar-apaziguado

Ninguém duvida de seu poder nutricional. Mas, devido ao temido sabor, o alimento restringe o número de fãs. Para ninguém perder seus benefícios, estão chegando as primeiras pimentas que não ardem.

Leia mais:

A pimenta é nossa – Conheça a jiquitaia, produzida pelos índios do Amazonas
Reduza calorias com pimenta – Cada grama de pimenta queima até 45 calorias

Elas têm qualidades analgésicas, energéticas, digestivas, antioxidantes e vasodilatadoras.

Mas, para nós, o que mais interessa nas pimentas é sua capacidade de estimular a liberação de endorfinas.

São elas que proporcionam a sensação de bem-estar.

E também reduzem o desejo de comer, o que é perfeito para o controle do peso.

Outro dos predicados das pimentas é o poder termogênico, o que nos faz queimar mais calorias.

Isso vem da ardência que sentimos no paladar, e que tanto caracteriza seu sabor.

Entretanto, há quem evite seu consumo exatamente por conta do calor que libera.

Para aproximar este público dos benefícios do alimento, um cientista resolveu criar uma pimenta que não arde.

Assim nasceu a Habanada, uma criação de Michael Mazourek.

A nova espécie nasceu como parte de seu doutorado na Universidade de Cornell (Estados Unidos).

Tudo começou pelo desejo em descobrir como seria o sabor de uma pimenta, se fosse possível descartar toda a picância.

A partir daí, foram cruzadas variedades da Habanero (300 mil unidades Scoville).

Duas gerações depois, vieram as primeiras Habanadas, descritas como carnudas e intensamente aromáticas.

E onde podemos encontrar esta iguaria?

Infelizmente, a tarefa não é tão fácil.

O produto ainda não está disponível no varejo.

Atualmente, a Ark Foods é o único distribuidor nos Estados Unidos.

Alguns chefs utilizam a Habanada em suas receitas, como o chef Dan Barber.

Que ótimo motivo para visitar mais uma vez o Blue Hill, seu restaurante em Nova York.

pimenta

Habanadas: pimentas sem ardência para proporcionar todo o sabor do alimento

Tags: , , ,