O julgamento das palavras

palavras

Quando a paciência é posta à prova, nos vem a interjeição. Acontece também quando somos surpreendidas positivamente. Agora, estudo revela que pessoas que usam muitos palavrões são as quem você deve confiar.

Leia mais:

O perigo do “junk sleep” – Na hora de desligar, desligue
Você, robô – Estamos nos comportando como iDiots

Já vimos como soltar o verbo pode até ser benéfico para a saúde – leia mais aqui.

Falar palavrões pode ser considerado descortês e vulgar.

Mas um novo estudo revelou um atributo mais gracioso para aqueles com um vocabulário pesado: honestidade.

A pesquisa foi feita por cientistas das universidades de Hong Kong, Stanford, Cambridge e Maastricht.

Aparentemente, as pessoas são mais propensas a xingar como uma forma de se expressar, ao invés de causar danos a outros.

E quanto mais um indivíduo xinga, mais honesto será.

“As conclusões consistentes sugerem que a relação positiva entre profanidade e honestidade é robusta”, diz o estudo.

“E que a relação encontrada no nível individual realmente se traduz no nível da sociedade”.

A equipe de pesquisadores internacionais perguntou a 276 voluntários sobre seu hábito de xingar, bem como o quão honesto eles foram em diferentes situações.

Além disso, eles analisaram as atualizações de status de mais de 73 mil usuários do Facebook, medindo a honestidade e palavrões.

Um uma segunda investigação, a mesma equipe usou dados anteriores para comparar os níveis de integridade dos estados americanos com quantas vezes eles xingam.

Todas os experimentos tiveram o mesmo resultado: a honestidade foi associada a níveis mais altos de xingamento.

Tags: , , ,