O exercício sempre compensa

o-exercicio-sempre-compensa

Todo organismo responde de modo diferente aos estímulos dos exercícios. E muitos acham que não nasceram para isso. Mas novo estudo revela como não existe o mito da pessoa imune aos benefícios da atividade.

Leia mais:

20 minutos para mudar a sua vida – Veja o LIT (Lucilia Intensive Training)
Pouco exercício já é o bastante – Nenhuma desculpa cola mais

Comer menos e de modo saudável é fundamental.

Mas, para perder e manter longe o peso extra, você precisa de algo além da reeducação alimentar.

Sim, estou falando da atividade física.

O que pode ser, para muitas pessoas, uma conversa frustrante.

Afinal, não são poucos os que acreditam que, com eles, o exercício não “funciona”.

Um novo estudo acaba de revelar que o exercício compensa para todos.

O detalhe é que algumas pessoas precisam malhar mais para ver os resultados.

A pesquisa foi feita pela Clínica Mayo (Estados Unidos).

Nela, foi realizado um experimento com 78 voluntários.

Eles foram divididos em cinco grupos.

O primeiro encarou um treino de 60 minutos por semana.

O segundo grupo fez dois treinos por semana, no mesmo período.

E assim por diante, até o último grupo ter encarado cinco treinos por semana.

O teste durou seis semanas.

Quem fez apenas um treino por semana não registrou mudança alguma.

E algumas pessoas que malharam duas ou três vezes também não obtiveram benefício.

Os cientistas então reuniram todos estes em um novo grupo.

Os “imunes” encararam outro programa de seis semanas, com dois treinos a mais por semana.

Assim, quem inicialmente malhou 60 minutos/semana passou para três sessões de 60 minutos (três horas no total) por semana.

E as pessoas que fizeram três horas de exercício por semana passaram a fazer cinco.

Como resultado, todos registraram melhoria na aptidão cardiovascular.

A descoberta indicou que o exercício por si só é “dose-dependente”.

Isso significa que, se seu corpo não responde ao treinamento, você precisa treinar mais.

Ressalte-se que, obviamente, não a ponto de provocar uma lesão.

Ou seja, o desafio ficou maior.

Já é difícil cumprir os 150 minutos de atividade moderada por semana, indicados pelas autoridades de saúde.

Esforçar-se mais vai requerer mais tempo na academia.

Como motivar-se diante de tudo isso?

A esperança é que, ao saber do que é necessário, as pessoas criem o tempo e as atividades necessárias.

Em alguns casos, pode encorajar a incluir mais atividade no cotidiano.

Vale andar de bicicleta ou caminhar até o escritório, em vez de dirigir.

Em outros casos, as pessoas podem apenas passar mais na academia.

Talvez a resposta que seu corpo precise está em diferentes exercícios.

Afinal, não há uma rotina de exercícios que seja ideal para todos.

Em vez disso, com a ajuda do professor, sugiro que encontre algo que funcione para você.

E que goste o suficiente para continuar fazendo.

O estudo foi publicado no periódico científico Journal of Psysiology.

Tags: , , ,