Mentiras na intimidade

mentiras-na-intimidade

Homens dizem que foram mais, mulheres dizem que foram menos. Estudo revela por que, afinal, porque tantas pessoas mentem a respeito de sua vida sexual.

Leia mais:

A tradução dos sentimentos – Dicionário visual educa e emociona
O preço extra da gratidão – Educação demais pesa na balança

A mentira é uma verdade que esqueceu de acontecer.

Ou que delirou.

Esta é a impressão diante de estudo da Universidade de Michigan (Estados Unidos).

Segundo a pesquisa, se existe um assunto que mais duvidamos das respostas é o sexo.

E não tem a ver com identidade e questões de gênero.

A mentira se estabelece nos números absolutos de parceiros.

E o comportamento muda radicalmente entre homens e mulheres.

Os homens são mais propensos a exagerar seu currículo sexual.

Já as mulheres são mais propensos a diminuí-lo.

A explicação?

Essas mentiras ajudariam a se enquadrar nas normas de gênero estabelecidas pela sociedade.

Além disso, homens jovens são mais propensos a mentir sobre o momento de sua primeira experiência.

As pessoas podem pensar que as inverdades lhes favorecem, diante do olhar alheio.

Mas a suposta fama vem a um alto preço.

Estas mentiras levam a dados imprecisos sobre os hábitos sexuais da população.

Isso conduz a erros na dimensão de programas de prevenção de doenças, por exemplo.

Na sua opinião, afinal, qual a importância da ficha corrida do parceiro?

Tags: , , , ,