A força de um pensamento

em-forma

Surpreendente pesquisa revela que basta acreditar que você se exercita o suficiente pode alongar sua vida, independentemente dos níveis reais de atividade. Os aspectos psicológicos e fisiológicos estão mais entrelaçados do que se pensava?

Leia mais:

Meu pulo do gato – Veja como perdi e mantenho longe mais de 60 quilos

Reeducação alimentar – Conheça o cardápio que mudou a minha vida

A atividade física se beneficia da força de vontade, é claro.

Sabemos disso por experiência própria, ou até pela falta da mesma.

E, agora, porque o contrário foi comprovado por um novo estudo.

A pesquisa foi feita pela Universidade de Stanford (Estados Unidos).

Enquanto exercícios garantem longevidade, o pensamento negativo sobre eles pode comprometê-la.

Quando pensamos não estar malhando tanto quanto os outros, aumenta o risco de morte.

Não foi pouco.

O risco de mortalidade é superior a 71% do que aqueles que se percebiam como mais ativos.

Este efeito permaneceu significativo mesmo após o controle de fatores, incluindo níveis reais de exercício, doença crônica e idade.

Para chegar a esta conclusão, foram analisados dados de 60 mil pessoas.

A autora, Dra. Octavia Zahrt, teve a ideia de realizar o estudo após mudar-se de Londres para Los Angeles.

Ela mesma sentiu como se não estivesse malhando tanto as pessoas a seu redor na nova cidade, apesar de não ser menos ativa.

Por isso, passou a investigar o poder do pensamento comparativo.

“A maioria das pessoas sabe que não exercitar-se o suficiente é ruim para sua saúde”.

“Mas a maioria das pessoas não sabe que pensar que você não está se exercitando o suficiente também pode prejudicar a saúde “.

O estudo foi publicado pela American Psychological Association.

Tags: , , ,