A cura do jet lag

A cara do jetlag

Todos que cruzam continentes e oceanos são recepcionados pelo mesmo sentimento: o jet lag. Finalmente, cientistas da Universidade Yamaguchi, no Japão, propõem a solução deste mal-estar. E ela passa pelo prato.

Leia mais:

Um trem para as estrelas – Programação de bordo apresenta aos passageiros a Slow TV
Tapete voador –  Etihad apresenta o luxo em apartamento com asas

Entre Las Vegas e Istambul, acabo de encarar uma mudança de fuso horário de 10 horas de diferença. E não preciso dizer sobre a confusão mental que isso provoca. Infelizmente apenas após ter desembarcado, e ainda sob seu efeito, acabo de saber sobre a cura do jet lag.

Segundo pesquisadores japoneses, encarar lautas refeições antes de embarcar pode ser a saída. O difícil vai ser apertar os cintos.

O estudo, liderado pelo Dr. Makoto Akashi, apóia-se no fato de que comer carboidratos de alto índice glicêmico provoca a liberação rápida de insulina no sangue. É a atuação deste hormônio sobre as células que equilibra o relógio interno do corpo em nível celular.

Quando o ritmo arcadiano, o nosso chamado relógio biológico, fica em descompasso com o ciclo natural do dia, sentimos sono fora da hora e, em alguns casos, mal-estar e náuseas.

Até que a descoberta seja aceita como conclusiva, os cientistas seguem pesquisando. Entretanto, o achado já pode ser encarado como um avanço nos estudos dos padrões de sono, e em como os mesmos podem ser responsabilizados por problemas alimentares e seus males decorrentes, como obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares.

Tags: , , , , ,