Conheça a dieta viking

Dieta viking

Privilegiar gordura insaturada, como azeite de oliva. Comer mais frutos do mar. E utilizar ervas, ao invés de sal, para adicionar sabor aos pratos. A Dieta Mediterrânea, até agora a favorita de nutricionistas e médicos, está perdendo terreno. Veja quem passou na preferência.

Leia mais:

Dieta ilustrada – Para comer melhor, quer que desenhe?
O pulo do gato – Veja como foi minha reeducação alimentar

Combinando técnicas culinárias e alimentos de culturas às margens do Mar Mediterrâneo, a dieta praticada pela população da Grécia e de outros países da região provou ser uma das mais saudáveis existentes.

Por isso, muitos médicos elogiam suas qualidades ligadas à saúde do coração e capacidade de estimular o organismo a perder peso.

Mas, com a fama da gastronomia praticada pelo restaurante dinamarquês Noma, parece que a tendência alimentar subiu alguns meridianos, em direção ao norte da Europa.

Puxando a brasa para sua sardinha (ou melhor, para seu arenque), a Universidade de Copenhagen concluiu estudo de resultado impressionante.

Nele, voluntários com sobrepeso perderam três vezes mais gordura corporal ao serem alimentados com pratos típicos, em comparação com a gastronomia de outros países.

As receitas servidas destacaram-se por favorecer alimentos produzidos localmente e colhidos na estação apropriada.

Assim, o cardápio apresentou frutas, nozes, grãos integrais e pescado.

Claro que a saúde vem a um preço.

Os pratos da “dieta viking” chegam a custar cerca de 25% mais caros.

No estudo, 181 pessoas, entre homens e mulheres, foram divididos em dois grupos.

Por seis meses, um grupo alimentou-se com comida “comum”: macarrão, pães, pizza, batatas, arroz e laticínios.

O outro grupo comeu pratos nórdicos, feito com ingredientes locais e da época.

Como resultado, o segundo grupo registrou perda de, em média, 4,7kg.

O primeiro perdeu apenas 1,5kg.

Além disso, os voluntários do segundo grupo tiveram redução da pressão sanguínea.

Um dos países com maior número de casos de ataques do coração, a Dinamarca reverteu seu destino ao proibir, em 2003, a adição de gordura trans em todos os alimentos processados.

Diante da conclusão da pesquisa, os cientistas enfatizam a acertada escolha feita pelos dinamarqueses em adaptar os ensinamentos da Dieta Mediterrânea à sua própria realidade.

Com isso, podemos observar e aprender.

Princípios da Dieta Viking

1 – Coma mais frutas e vegetais
2 – Coma mais grãos integrais
3 – Coma mais frutos do mar
4 – Coma carne de qualidade, mas em menor quantidade
5 – Coma carne de caça (comum nos países nórdicos)
6 – Coma orgânicos sempre que possível
7 – Evite alimentos industrializados
8 – Coma refeições com alimentos da estação
9 – Coma refeições caseiras
10 – Evite desperdícios

Tags: , , , ,