Compartilhando beijos

compartilhando-beijos

Quanto mais manifestações de afeto, melhor. Em meio ao cotidiano apressado, projeto sensível flagra beijos alheios para inspirar a reconexão entre as pessoas e seus sentimentos.

Leia mais:

Internet ajuda ou prejudica? – Os efeitos da amnésia digital
Você, robô – Estamos nos comportando como iDiots

Depois de Auguste Rodin, o fotógrafo francês Robert Doisneau foi quem melhor perpetuou a imagem de um beijo.

Agora, o mexicano Rosendo Ayala Dávila atualiza o registro da maior manifestação de amor.

Com as ferramentas atuais, celular e redes sociais, o artista assina o projeto Just Kiss Me.

Trata-se de um perfil no Instagram que dedica-se a registrar o ósculo trocado em ambientes públicos.

Onde todo mundo parece apressado, vemos o afeto.

“Através do beijo quero mostrar a conexão humana”, declarou o fotógrafo em entrevista.

“Especialmente nesses tempos em que todos estamos desconectados uns dos outros e mais atentos ao celular”.

Por este motivo, devemos valorizar toda e qualquer demonstração de amor no cotidiano.

E que as imagens, através de likes, compartilhamentos e retuítes, inspirem a todos nós.

Como tem feito o trabalho dos grandes mestres citados no início desta conversa.

Confira as fotos a seguir.

beijo1

beijo2

beijo3

beijo4

beijo5

beijo6

beijo7

Tags: , , , , , ,