Combata a carga alostática

Exausta por não fazer nada no isolamento? Você não está sozinha. Saiba tudo sobre a carga alostática: a razão psicológica para nosso “fog”” cerebral durante a pandemia.

Leia mais:

O perigo do “junk sleep” – Na hora de desligar, desligue
Você, robô – Estamos nos comportando como iDiots

Estamos fazendo muito menos do que se costumava.

E, mesmo assim, estamos nos sentindo muito cansadas.

O sentimento não é apenas seu.

Em situações estressantes como a pandemia, nossos corpos ativam respostas fisiológicas.

É como explica Nancy Sin, professora de psicologia da Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá).

A entrevista foi dada à revista Vice.

Em momentos assim, “nossos hormônios do estresse aumentam, e nos preparamos para lutar ou fugir”.

Ela explica que, à medida em que o isolamento se estende, este processo passa a não ter conclusão.

Essas adaptações fisiológicas provocam estresse, a cada vez que nos preocupamos.

Com o tempo, esses ajustes repetidos, fisiologicamente e psicologicamente, podem se acumular.

Esse acúmulo é chamado de carga alostática.

Trata-se essencialmente do dano ao nosso corpo quando exposto repetidamente ao estresse.

Sob este efeito, estamos exaustos não porque o corpo está trabalhando duro, mas porque o cérebro está.

E estar sozinho é um agravante desta condição, já que o isolamento aumenta a preocupação e o trabalho do cérebro.

“Isso é realmente importante em termos de avaliação de risco do corpo, porque ficar sozinho significa que você é muito mais vulnerável a ameaças”.

Neste estado, o cérebro está em alerta máximo para que identifique rapidamente quaisquer ameaças.

Mas, como fugir da carga alostática?

Fazer exercício, comer bem e tentar manter um ciclo regular de sono ajuda.

“Se você não está movendo seus músculos, provavelmente também está ganhando um pouco de gordura em torno desses músculos”, disse Slavich.

Nossas células imunológicas tendem a ficar com excesso de gordura da barriga e podem aumentar a inflamação.

“A inflamação é realmente o principal fator para se sentir cansado”.

Este estado inflamatório pode mudar a maneira como pensamos e dormimos, e nos deixa muito menos interessados em atividades prazerosas.

O que afeta, ainda mais, a saúde mental.

Se você puder me levantar do sofá para malhar, provavelmente facilitará o resto do dia.

Para ver alguns exercícios fáceis para fazer em casa – clique aqui.

Tags: , , , ,