Chocolate na balada

chocolate-na-balada

Seus poderes são conhecidos. Mas nossa relação com o chocolate, baseada no exagero, é complicada. E até sua presença na balada vem com polêmica. Em busca de estímulos, a onda agora é cheirar o pó do fruto do cacaueiro.

Leia mais:

Surpresa de chocolate – Faça a hora da sobremesa valer a pena
Mousse leve de chocolate – Prepare esta delícia light em poucos minutos

A música é antiga, mas algumas versões mantêm seu refrão na memória de todos.

Afinal, mesmo com palavras simples, a questão é colocada como um silogismo.

“Será que tudo o que eu gosto é ilegal, é imoral ou engorda”?

Parece que não lidamos com o fruto do cacaueiro de maneira isenta.

Além de “proibido” por engordar, o chocolate flerta com o lado negro da força em nova onda de consumo.

Como reportou a imprensa recentemente, a moda nas baladas da Europa é cheirar pó de cacau.

Exatamente como cocaína, a substância é inalada pelo nariz.

Só que, ao contrário do congênere, seu porte e uso não são ilegais.

Não pense que tem gente levando Toddy para o banheiro da boate.

Um dos produtos utilizados mistura, além de pó de cacau, ginkgo biloba, taurina e guaraná da Amazônia.

Com tantos estimulantes, não admira o efeito de euforia proporcionado.

Uma das marcas comercializadas é a Choko Loko.

Você pode garantir seu suprimento a partir de 20 dólares (cerca de 65 reais).

O novo hábito tem deixado preocupadas as autoridades médicas.

A alegação é que faltam estudos sobre os efeitos a longo prazo dessa prática.

E há o risco de aumento da pressão sanguínea, que pode levar a maiores problemas.

Tudo me parece um enorme desperdício, de tempo e  de chocolate.

Mas, se você adorou a ideia, não se preocupe.

Aparentemente ninguém vai morrer de overdose deste novo vício.

Uma dose mortal de chocolate puro é por volta de 30 kg para uma pessoa de 70 kg.

Tags: , ,