Cheiro que acalma

cheiro-que-acalma

Você usa uma peça de roupa de seu par? Melhor coisa. Estudo revela como mulheres ficam mais calmas depois de sentirem o cheiro do parceiro.

Leia mais:

Luz que acalma – Veja como iluminação azul debela o estresse
Emocional na balança – Cuidar da boa forma passa por cuidar do astral

Sentir o cheiro de quem se gosta pode diminuir os níveis de estresse.

E a pessoa em questão nem precisa estar presente.

O cheiro pode ser ser fornecido por uma peça de roupa, como uma camisa, por exemplo.

É o que afirma um estudo da Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá).

Nele, foram analisados 96 casais heterossexuais.

Aos 96 homens foram dadas camisetas limpas, com indicação de que as usassem por 24 horas.

Eles as deveriam usar sem colocar perfume ou desodorante.

E evitando determinados alimentos e tabaco, para não afetar o odor.

As camisetas foram depois congeladas para manter os cheiros.

As mulheres foram depois convidadas a cheirar uma camiseta de forma aleatória.

Que podia não ter sido usada, ser do companheiro ou ser de um estranho.

Em seguida, elas foram submetidas a um teste de estresse e responderam a perguntas.

Também forneceram amostras de saliva.

O objetivo foi medir os níveis de cortisol, hormônio envolvido na resposta ao estresse.

Como resultado, as que cheiraram a camiseta do companheiro ficaram menos nervosas.

Antes e depois do teste.

E as que identificaram o cheiro do parceiro também tinham níveis de cortisol mais baixos.

O que sugere que a redução de estresse é maior quando a mulher tem a consciência do que está a cheirar.

E o contrário também acontece.

As mulheres que cheiraram o odor de um estranho registraram níveis mais elevados de cortisol.

“Muitas usam a camisa do parceiro ou dormem do outro lado da cama quando ele está fora”.

A declaração é de uma das autoras do estudo, Dra. Marlise Hofer.

“Mas podem nem perceber porque adotam esses comportamentos”.

Por que isso acontece?

Aparentemente, trata-se de um fator ligado a evolução de nossa espécie.

Neste contexto, um cheiro estranho pode desencadear uma resposta de luta ou de fuga, ainda que inconscientemente.

O estudo foi publicado no periódico Personality and Social Psychology.

Portanto, você pode usar a tática sempre que precisar.

Está sem parceiro?

Se o seu tipo for o intelectual – clique aqui.