Apetite amplificado

apetite-amplificado

Diante de uma fatia de bolo, é difícil racionalizar. Por isso, números ajudam. Estudo revela como a porção traz mil kilojoules a mais que há 20 anos. A culpa? Veja como mudou a percepção do tamanho do que nos servem.

Leia mais:

Detetive dos rótulos – Blogueira brasileira investiga alimentos industrializados
O discurso oculto do menu – O que há por trás das palavras do cardápio

Quando lembramos do passado, ninguém se recorda que comia menos.

E mesmo que a comida estivesse gostosa.

Mudaram as receitas?

Na verdade, mudou o tamanho da porção.

Um novo estudo revela como, paradoxalmente, comemos mais nos servindo da mesma coisa.

A pesquisa foi feita pelo The George Institute for Global Health (Austrália).

Nela, foram comparadas informação colhidas entre 1995 e 2012.

Uma das descobertas é que a fatia de pizza aumentou 66% neste período.

O segundo maior disparate foi apontado na porção de sorvete: aumento de 39%.

Nas bebidas o fenômeno se repete.

Em duas décadas a porção de vinho aumentou 36% e a de cerveja 13%.

“Esperávamos que os tamanhos das porções tivessem aumentado, mas ficamos surpresos com o quanto”.

A declaração é de um dos autores, Dr. Miaobing Zheng.

“Preocupa que uma fatia de bolo tenha aumentado tanto que agora contém quase 1000 kilojoules mais do que há duas décadas”.

Kilojoule?

Trata-se de outra medida usada para indicar a energia de um alimento (1 Kcal = 4,184 Kj).

Ao menos a pesquisa revela outros números, que podem indicar melhoras à vista.

As salsichas já foram 29% maiores.

As porções de carnes processadas também já foram 24% maiores.

Também reduziram de tamanho as porções de pipoca, snacks e batatas fritas.

Tudo isso para nos lembrar que devemos comer em moderação – principalmente os processados.

Manter aguçado o sentimento de saciedade pode ser o segredo.

Este é realmente um assunto interessante.

Para ver como as porções diferem de tamanho pelo mundo – clique aqui.

Tags: , , ,