Anatomia de um vício

anatomia-de-um-vicio

Estudo revela como caramelo salgado, criado há 30 anos na França, se tornou uma mistura viciante de açúcar, gordura e sal que ativa todos os desejos no cérebro. E vícios também.

Leia mais:

Despertando a saciedade – Café da manhã faz comer menos ao longo do dia
Índice de Massa Corporal – Calcule agora seu peso ideal

Tudo começou na França, há 30 anos.

Silenciosamente, o chocolatier Henri Le Roux iniciou uma revolução.

Hoje, o caramelo salgado domina a indústria alimentícia.

E a ciência acaba de decifrar o motivo deste sucesso.

A mistura de açúcar, sal e gordura ativa o cérebro como a heroína.

É o que afirma novo estudo da Universidade da Flórida (Estados Unidos).

Nele, foi feito um experimento com 150 voluntários.

O teste registrou que, quando comemos algo doce, salgado ou gorduroso, o cérebro produz opioides endógenos.

São substâncias químicas que proporcionam enorme prazer – e vício.

Imagine o efeito do caramelo salgado, que contém os três juntos.

Isso provoca um fenômeno chamado “escalada hedonista”.

Nele, o cérebro deseja cada vez mais do alimento, já que as papilas gustativas registram diferentes ativações a cada dentada.

Com os outros alimentos, acontece uma “acomodação hedonista”, o ponto onde o apetite é aplacado.

Como alerta o estudo, a “escalada hedonista” pode influenciar escolhas e levar ao aumento do consumo.

É esperado que novidade perca espaço para outros lançamentos, no futuro.

Mas a ciência garante um longo reinado para o caramelo salgado.

Portanto, fica o alerta.

Que tal fugir da tentação sem deixar de comer a sobremesa?

Você vai adorar minha mousse light de chocolate – veja aqui a receita.

Tags: , , ,