Academia combate rejeição

academia-combate-rejeicao

É preciso investir em tudo que nos faça feliz e combata os sentimentos de rejeição. Novo estudo revela como é possível romper a espiral de isolamento social ao engajar em exercícios para fortalecer as emoções.

Leia mais:

20 minutos para mudar a sua vida – Veja o LIT (Lucilia Intensive Training)
Pouco exercício já é o bastante – Nenhuma desculpa cola mais

Talvez já tenha acontecido com você.

Mas suprimimos estes eventos de maneira que sua lembrança fica nebulosa.

Ou cristalina – ao ponto de incomodar.

Você já organizou uma festa, mas os amigos mais próximos dão desculpas para não aparecer?

Outro episódio: talvez você tenha enviado um pedido de amizade a alguém no Facebook.

E até hoje a pessoa nunca respondeu.

Ou acordou no dia seguinte a uma festa que não foi convidada.

Mas vê todos os amigos nas postagens do evento nas redes sociais.

Quem se vê nesta situação sente-se socialmente excluído.

Este sentimento muitas vezes leva a respostas antissociais e autodestrutivas.

O que poderia persuadir as pessoas a contrariar essa espiral em direção ao isolamento?

E, em vez disso, fazer com que voltem a se engajar em relacionamentos saudáveis?

Segundo um novo estudo, entrar na academia pode ser a resposta.

A pesquisa foi feita pela Ohio State University (Estados Unidos).

Nela, foi feito um experimento com 258 voluntários (121 mulheres).

Inicialmente, todos responderam a um questionário sobre suas atividades físicas.

Ou se sequer as praticavam.

Em seguida participaram de um jogo online no qual, sem que soubessem, estavam destinados a perder.

Os sentimentos de resposta que foram provocados (raiva, mágoa e intenções agressivas de vingança) foram avaliados.

Como resultado, os mais abalados emocionalmente por estes sentimentos foram os que relataram menor atividade física.

Os que se exercitavam revelaram estar menos chateados.

E, quanto mais ativos, menos contrariados.

A descoberta sugere que o exercício reduz as respostas aos estressores sociais, como a rejeição.

Sem falar que aproxima as pessoas em um ambiente sadio.

E onde, pelo menos enquanto estão ativos, todos sentem-se com elevada autoestima.

Quer mais um incentivo?

Os cientistas descobriram por que malhar ajuda a ter uma boa memória.

Para saber mais – clique aqui.

Tags: , , , , ,