Abacates no espaço

A ficção sempre retrata os marcianos com um certo tom de pele. Mas serão os abacates os primeiros seres verdes a habitar o distante planeta.

Leia mais:

A moda do abacate – Nova York vê ingrediente dominar menus
Conheça o abacate light – Produtores tiram 30% da gordura de nova espécie

A colonização do espaço esbarra, entre tantos obstáculos, na manutenção da vida dos astronautas.

Mas o cardápio estelar já pode contar com um primeiro item.

Uma pesquisa recente demonstrou que mudas de abacate podem ser congeladas criogenicamente para uso pelas gerações futuras.

O estudo foi feito pela Universidade de Queensland (Austrália).

Apesar de soar como ficção científica, o processo – que é semelhante aos usados ​​para criopreservação de óvulos humanos – é surpreendentemente simples.

Depois de “acordados”, demora cerca de 20 minutos para serem recuperados.

Em cerca de dois meses, têm folhas novas e estão prontos para o enraizamento.

No momento, cerca de 80 dessas plantas de abacate recuperadas estão crescendo na estufa da universidade.

O projeto parece distante demais de encontrar seu significado.

Mas se propõe a questões mais terrenas.

“Na verdade, trata-se de proteger os suprimentos mundiais de abacate aqui na Terra e garantir que atendamos à demanda das gerações atuais e futuras”.

A explicação é de uma das autoras do estudo, Neena Mitter.

“Estamos protegendo uma indústria mundial para as gerações futuras”.

A boa notícia é que não precisamos esperar tanto!

Veja agora como fazer o meu creme de abacate – clique aqui.

Tags: , , ,